Poetizar

Poetizar
Às vezes faço versos, às vezes me faço versos!

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Resposta a uma amiga

Acho tudo contraditório, mas sou assim. As pessoas que me conhecem pensam que por ser uma escritora e mais precisamente me deleitar nas poesias, eu me acabo se um amor me deixar. E, se estiver envolvida, sim, eu me acabo, choro, me calo, me tranco em meu coração, relembro, quero de volta e... choro novamente, me permito aquele momento curtindo a minha grande perda... E um belo dia, pode ser manhã, tarde ou noite, levanto, tomo um banho desses que te dar a impressão de lavar até a alma, me arrumo e sigo... Sem dor, sem mágoa, é só tempo de meu cérebro entender que não viverei mais aquilo novamente e esqueço. Pronto! Nem falo no assunto, pensar então, nunca mais... E as amigas me perguntam como consigo ser desse jeito, apenas respondo: se aquele que me teve por inteira não era o meu grande amor, então tenho que me preparar para me doar para aquele que virá a ser o meu grande amor. E sigo...


Jacinta Santos
15/07/13

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique há vontade, pode comentar.