Poetizar

Poetizar
Às vezes faço versos, às vezes me faço versos!

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Quando o silêncio fala

Aqui dentro está tudo tão calado...
Ouça nada não, nem um sopro de sofrimento
Nem um lamento, estou atento e nada...
Não ouço me chamar, nem te chamar...
As ventanias de outrora calaram...
A calmaria é tanta que incomoda
Ouvir o silêncio dói...

Jacinta Santos
26/06/13
 
Bela interação do poeta Miguel Jacó
Este silencio tem fim,
Como houve um começo,
Ele não termina em mim,
Nem sei qual será seu preço,
Virá um cheiro de jasmim,
Te levando ao endereço,
Onde terás teu “eu” por fim.
Olá Jacinta, um grande abraço, MJ. 26/06/13
 
Outra bela interação da poetisa Ray Nascimento

O SILÊNCIO
 PARA Jacinta Santos
 O silêncio é rompido pela melodia...
 Pelos versos que provém da tua poesia...
 E, nos faz feliz e contentes...
 Com o teu inebriante sorriso...
 Que a brisa brumada nos traz...
 O silêncio é plenitude
 Que traga toda luz do dia...
 E, ilumina toda a tua mente...
 Te trazendo inspiração
 E, a eterna Sabedoria...
Ray Nascimento. 26/06/13

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique há vontade, pode comentar.