Poetizar

Poetizar
Às vezes faço versos, às vezes me faço versos!

sábado, 1 de novembro de 2014

Lençóis de cetim

Foto retirada: bap63.wordpress.com

O quarto não era de um motel luxuoso,
A decoração rústica e simples...
Seu amado sorria sem jeito,
Sabia que não estava oferecendo coisa boa.
Mas está com ele era seu sonho dourado...
Entre beijos e abraços, a presença da pressa...
Frustação!
Não teve amor, foi tudo uma questão de saciar o macho...
Peito sangrando! Dor! Desilusão!
Não existia um príncipe, aliás, príncipes nunca existiram.
Recolheu sua dor, guardou seu amor...
E viu o gosto de seus beijos ser lavado na boca dele
Por uma tragada e outra de cigarro.

Jacinta Santos
25/10/2014
 Poesia publicada em: 


sábado, 25 de outubro de 2014

Quem me dera


Foto retirada:http://www.preciolandia.com/br/estudio-arte-sensual-ensaios-fotografico-775coo-a.html

Quem me dera que a água do banho fosse tuas mãos me atiçando... e meu corpo queimando.
.. puro desejo...
Quem me dera ser teu louco desejo... teu grito de prazer mais alto... quem me dera...
Quem me dera ter teu sussurro fogoso no arrepio do pescoço... quem me dera...
Quem me dera tua língua atrevida no céu da minha boca me deixando quase louca... quem me dera...
Quem me dera ser o vinho que te embriaga e que delicia tua boca... quem me dera...
Quem me dera ser, simplesmente ser aquela que te acende o fogo do desejo... quem me dera...

Jacinta Santos. 23/09/2014

domingo, 15 de junho de 2014

Memórias


Ainda ouço o roçar do galho da laranjeira na janela do meu quarto quando o vento vinha visitar o sertão na madrugada.
Quase não recordo do cheiro das flores, a laranjeira era velha e acredito que esse era o motivo de quase não florar... Sem flores sem laranja e nada de suco para saborear...
A laranjeira era minha companheira, nas madrugadas sem sono, ela sempre estava lá.
Bastava abrir a janela para sentir o cheiro das folhas que roçavam na janela, tem cheiro bom, as folhas da laranjeira.
Eu ficava imaginando o cheiro das flores...
Ainda lembro-me das estrelas que enfeitavam o céu da minha janela, que imagem tão bela...
Trago todas as imagens guardadas na memoria...
Ouço passos lentos, despreocupados com o tempo...
Aprofundo-me na memória... e vejo que eram meus passos, voltava da janela para a cama...
Deixei a janela aberta, o vento atiçava a laranjeira e ela canta para me fazer dormir, observo isso da janela aberta de minha memória...
A laranjeira, o cheiro das folhas que roçavam na janela, as estrelas que enfeitavam o céu na madrugada... Continuavam lá só faltava eu...


Jacinta Santos
10/06/14
 

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Completa

Quero mais é me perder em tua boca suculenta.
Me encontrar horas depois em baixo do teu corpo quente.
E ter a certeza de que esse me perder e me encontrar em ti.
Me completa plenamente.


domingo, 13 de abril de 2014

Raio de Luz


Segue...
Irradiando Tua Luz.
Segue...
Ladrilhando os caminhos por onde passa com Teu Amor.
Segue...
Escala e ultrapassa os obstáculos como se fossem montanhas,
Faz deles tua aventura diária que no final
o exito será Tua Graça alcançada...
Segue...
Os Anjos vão te acompanhando e os Mestres te Orientando...
Segue...
Faz Humildemente a tua parte...
Mostra ao Mundo que a fagulha que brilha em Ti é do puro Amor de Deus.
Segue...
Faz a tua parte...
Expandindo assim o teu melhor...
Segue...
A tua recompensa será com Júbilo...
então, segue...
O Mundo verá teu valor... 
Eu e Ray. Amiga mais que especial


Homenagem a você que é um Raio de Luz vindo do Cosmos para somar com o Universo. Ray Nascimento.

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Empréstimos

Empréstimos 
Emprestei o veludo das rosas
Para o nosso amor se aconchegar.
Da noite emprestei a penumbra
Para te amar seguindo tuas curvas.
Do vento pedi uma canção.
Ele balançou as cortinas da janela
Que suave dançavam ao seu som.
Do Universo não emprestei nada,
Entre  lágrimas de felicidade 
Depois de tanto te amar, 
Pedir que selasse para sempre nosso Amor,
E que em muitos outros momentos 
Pudesse me permitir emprestar dos 
Outros fenômenos os mesmos favores
Outra vez...
E na penumbra das noites
Quero poder te amar e amar muitas vezes...
sites.google.com




Jacinta Santos
07/01/14


domingo, 5 de janeiro de 2014

ENCAIXE

No ritmo da melodia, meu corpo num encaixe perfeito, se entrega ao teu, você 

que não deu valor ao nosso momento perfeito....


Jacinta Santos

05/01/14





Às vezes fico só, caladinha, eu e a respiração e os pensamentos voam em busca de ti.


Jacinta Santos
05/01/14

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Aprendizado

Recolhe tua dor e ouve o silêncio que reina em teu peito
Abraça-te a ti mesmo, e emana sentimentos de respeito
A dor que muitas vezes assola teu peito silencia e finda
Renasce das tuas cicatrizes, refaz-se novamente...
Constrói tuas paredes com fibras de amor...
Busca tua sombra no amparo do Criador...
Edifica-te na sabedoria Milenar...
Segue os Sinais...
Ouve os Ensinamentos...
Amplia tua visão no horizonte como os Gigantes.
Avista então além...
Segue na busca incessante do Ser Superior
No caminho percorrido, conhece-te a ti mesmo.
Aprendizado.
Teu Mestre Interior.


Por Jacinta Santos
02/01/14