Poetizar

Poetizar
Às vezes faço versos, às vezes me faço versos!

sábado, 23 de setembro de 2017

Quando fores voar

Quando fores voar
Ao infinito viajar
Subir além de tudo
E em casa chegar
Leve-me junto ao teu pensamento
Não solte minha mão
Mergulho na emoção
De estar por um segundo eterno
De volta ao lar do meu coração
Saudades de casa...


Jacinta Santos
23/09/2017

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Saudade

Dessa moça faceira, sou freguesa sim senhor
Das suas açoitadas no meu coração só recordo a dor
E que dor...
O que tem de faceira, tem de malvada, essa saudade.
E das viagens que me obriga a fazer
Tem uma que me é tão repetitiva que vou sem reclamar
Orgulho coloco logo de baixo do braço
E admito sem pudor que ainda guardo amor 
Por quem logo me deixou
Por encantos mil de um mundo de paixões que passam voando
E não valorizou meu amor. 


Abraços poéticos/Comentário poético na página do amigo, Jasper Carvalho.  http://www.recantodasletras.com.br/frases/6121220
Jacinta Santos
22/09/2017

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Tempo que passa

O tempo não passa, os outros passam por ele
O tempo que vaguei sem parar
De tempos em tempos vem me vizitar
Traz doces recordações e leva suspiros de minha emoções
E passa num quê de querer ficar
E passa num quê de não querer voltar
Vaguei por elevações declinas
Tempo que arrasta imensidão de sensações
Menino pequeno travesso
Homem desbravando conhecimento
Velho sábio, cansado de tanto andar
Mas, que traz no olhar a experiência vivida
Se faz menino, se faz homem...
Envelhece e se renova...
Vaguei, passa, perpassa...
Às vezes penso que você não passa Tempo
Continua como no inicio de tudo
Os outros é quem passam por ti.


Jacinta Santos
18/09/12

Coração Livre

Na companhia do final da tarde
Ao som de uma música romântica
A paisagem se renovando
Renovam-se minhas emoções
Coração voa livre...


Jacinta Santos
18/09/13
Caracaraí - 17h e 50m

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Tatuagem

Tatuei teu rosto com o toque dos meus dedos
No quadro mais lindo que trago aqui em meu coração
É a forma que encontrei de desencontrar de ti jamais
E quando a emoção da nossa separação rodeia meu Ser
Passeio contigo nos jardins do meu coração
Tua face tão amada sempre me sorrir quando te busco aqui em mim
É só assim que consigo seguir nos caminhos que a vida disponibiliza
A essa eterna apaixonada por ti.


Jacinta Santos falando de amor em
08/09/2017

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Tempo

Vencer o tempo? Como posso vencer o tempo se ele faz exatamente o que quer de mim?
 Só passa quando quer
 Não espera eu me aprontar
 Não se preocupa com meus sentimentos
 Não leva logo a dor embora
 E quando estou derramando-me de tanta alegria, O que ele faz? 
Ele corre... Outras vezes voa... 
Se espero ele não passa, Ou passa do jeito dele... demorado... 
Se doe a perda... Ele passa com passos tão lentos que doe até a alma
Não! não! não!
 Vencer o tempo? Digo que não. 

 Beijos! Saudades de estar por aqui.
meu comentário na frase do meu querido Jasper Carvalho.
03/09/2017

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Encontro de amantes, revelação do Universo


Na fração de segundos que meu olhar cruzou o teu
Vivi e revivi nossa história escrita no tempo
Meu olhar falou, teu olhar confirmou
Quando o olhar declara, o coração se entrega
Os amantes se encontram, o Universo revela
O amor que escrito foi na mais bela tela
Tela moldada com os ventos dos tempos
Que passam, te leva, me leva e nos trazem de novamente
Encontro marcado no divã inicial da nossa essência em formação
Sopram os ventos, passar dos tempos... te leva, me leva e nos trazem
Novamente...


Jacinta Santos
Num intervalo de 25 anos. Declaração da personagem principal do meu romance ao seu amor Universal. Jade e João