Poetizar

Poetizar
Às vezes faço versos, às vezes me faço versos!

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Músicas que eu escuto


Essa eu vou postar só por quer a letra é linda e me faz lembrar você, ouvir pela primeira vez hoje à tarde e não deu outra coisa, lembrei de você e disse logo: vou postar no blog. Especialmente pra você.
Eu te lembro a qualquer hora
Te percebo a todo instante
Mas ás vezes me parece que quando mais eu te vejo
Mais você fica distante
É mais forte o desejo de sair pra te encontrar
Fecho a porta do meu quarto, vou pra sala e naum consigo tenho que te procurar
(Refrão)
De que vale essa saudade, por alguém que eu nem sei se quer me amar
Pode ser que dessa vez eu encontre uma saída e consiga me acertar.
Outra vez estou sozinho com o pensamento a vagar
Vem assim tão de repente se apossa da minha mente sem dar chance de voltar
É mais forte o desejo de sair pra te encontrar
Fecho a porta do meu quarto, vou pra sala e naum consigo tenho que te procurar
http://letras.terra.com.br/joao-bosco-viniciusacustico/

Vivo


Portanto, amo.
O que seria da vida
Sem o amor que a acalenta?
Amor pelos filhos, pelos pais, amigos
E até os animais.
E quando se sofre por amor?
Não  existe amor sofrido,
Existe aquele que não é correspondido.
Viver é isso.
É amar com ou sem compromisso.
É amar até mesmo essa vida onde se ama
E não se é correspondida.
Portanto, vivo.
Vivo sim! E amo a vida.

Jacinta Santos 28/01/11

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Passeio


Passeando pelas recordações dos tempos criança
Reencontrei risadas, risadas de rodadas de amigos
Risadas sem compromissos.
Reencontrei “peladas”, peladas de futebol.
E quantas jogadas! Todas quase sempre levadas ao gol,
Ouvi gritos! Palmas! Incentivos! Alegria! Alegria! Alegria!
Comemoração, final de mais uma partida, partida de futebol.
Reencontrei conversas no portão, era hora da espera para entrada no colégio.
Reclamações, devaneios, paqueras sem compromissos.
De volta do passeio conclui,
Que ouve reencontros e desencontros
E a certeza de que fazer aquilo que gosta
quando for relembrado te trará alegria de novo. 

Jacinta Santos 27/01/2011

Sonho


Tudo na vida passa, mas, enquanto não passa eu fico assim... 
Querendo que aconteça.

Jacinta Santos 27/01/2011

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Reconstrir


trasosmontes.com
Sei que tenho que refazer meus pensamentos em relação a você, sei também que tudo é no seu tempo, tudo muda e o que estou sentindo agora vai passar, o problema é que enquanto não passa deixa um estrago danado aqui no meu coração... muitas vezes deixo a ilusão tomar conta de mim, você me dar motivos pra isso, bom, pelo menos é o que o meu coração quer acreditar. Então, paro e penso se não é apenas algo criado por minha esperança, portanto, vou desconstruir tudo o que construí em relação aos meus pensamentos sobre amor para reconstruir tudo de novo e ser merecedora do amor que eu quero para minha vida. Se esse amor vai ser o seu? Eu não sei, só sei que acredito na existência dele e que vou encontrá-lo.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Músicas que escuto


Essa música teve duas participações especiais na minha vida, uma foi com meu sobrinho Dino, lá no Ceará (Crateús), ele participava de um grupo de pagode e cantava sempre ela em ritmo de pagode, portanto, quando ouço recordo ele, e o outro momento qualquer dia desses eu conto.

Leilão

César Menotti e Fabiano

Composição: Chrystian Lima/ Ivo Lima
Estou a beira da loucura
Ninguém mais me segura
Tô fora da sua vida
Eu já fui!!!
Quero a minha liberdade
Posso até sentir saudades
Sei que custa dominar o coração
Mas meu amor não dá mais
Pra você tanto faz
Eu me entrego
Eu já fui!!!
Eu quero a felicidade
Saber na verdade
Quem gosta de mim
Eu vou fazer um leilão
Quem da mais pelo meu coração
Me ajude voltar a viver
Eu prefiro que seja você
Eu vou fazer um leilão
Quem da mais pelo meu coração
Me ajude voltar a viver
Estou aqui tão perto
Me arremate para você.http://letras.terra.com.br/cesar-menotti-e-fabiano/839008/

Músicas que escuto


Tem músicas que simplesmente marcam a nossa vida, essa música de Jacques Brel é uma que marcou muito, adoro a parte em que fala de um certo colar de pérolas colhido de chuvas de países onde quase não chove.



Ne Me Quitte Pas

Ne me quitte pas, Il faut oublier,
tout peut s'oublier qui s'enfuit deja.
Oublier le temps des malentendus
et le temps perdu a savoir comment.
Oublier ces heures qui tuaient parfois a coups de pourquoi
le coeur du bonheur
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas

Moi je t'offrirai, des perles de pluie venues de pays
ou il ne pleut pas
Je creusrai la terre jusqu'apres ma mort
pour couvrir ton corps d'or et de lumiere
Je f'rai un domain ou l'amour sera roi
ou l'amour sera loi ou tu sera reine.
Ne me quitte pas
Ne quitte pas

Ne me quitte pas Je t'inventerai
Des mots insensés que tu comprendras
Je te parlerai De ces amants-là
Qui ont vue deux fois Leurs coeurs s'embraser
Je te racontrain L'histoire de ce roi
Mort de n'avoir pas Pu te rencontrer
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas

On a vu souvent Rejaillir le feu
De l'ancien volcan
Qu'on croyait trop vieux Il est paraît-il
Des terres brûlées Donnant plus de blé Qu'un meilleur avril
Et quand vient le soir Pour qu'un ciel flamboie
Le rouge et le noir Ne s'épousent-ils pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas Je ne vais plus pleurer
Je ne vais plus parler Je me cacherai là
A te regarder Danser et sourire
Et à t'écouter Chanter et puis rire
Laisse-moi devenir L'ombre de ton ombre
L'ombre de ta main L'ombre de ton chien
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas
Ne me quitte pas

Não Me Abandone

Não me abandone, é preciso esquecer,
Tudo se pode esquecer que já ficou pra trás.
Esquecer o tempo dos mal-entendidos
E o tempo perdido a querer saber como
Esquecer essas horas que às vezes mata a golpes de por quês,
o coração de felicidade.
Não me abandone,
Não me abandone,
Não me abandone

Eu te oferecerei pérolas de chuva vindas de países
Onde nunca chove;
Eu escavarei a terra mesmo depois da morte,
Para cobrir teu corpo com ouro e luzes.
Criarei um país onde o amor será rei,
Onde o amor será lei e você será a rainha.
Não me abandone,
Não me abandone,

Não me abandone, eu te Inventarei
Palavras absurdas que você compreenderá
Te falarei daqueles amantes
Que viram de novo seus corações excitados
Eu te contarei a história daquele rei,
Que morreu porque não pôde te conhecer.
Não me abandone,
Não me abandone,
Não me abandone,

Quantas vezes não se reacendeu o fogo
Do antigo vulcão
Que julgávamos velho?
Até há quem fale de terras queimadas a produzir mais trigo na melhor primavera
É quando a tarde cai, para que o céu se inflame
o vermelho e o negro não se misturam
Não me abandone,
Não me abandone,
Não me abandone,
Não me abandones, eu não vou mais chorar
Não vou mais falar, Me esconderei aqui
Só para te ver dançar e sorrir,
Para te ouvir cantar e rir.
Deixa-me ser a sombra da tua sombra?
A sombra da tua mão? A sombra do teu cão?
Não me abandone,
Não me abandone,
Não me abandone,
Não me abandone.
Não me abandone.

Na rua onde eu passo

Na rua onde eu passo

foto retirada do caririag.blogspot.com
Tem gente que vem,
tem gente que vai.
Muitas vezes vou,
muitas vezes venho

E quantos passos.
Alguns lentos, outros apressados.
Todos passos, passos, passos, passos.
Gente que vem, gente que vai.
Alguns nem se dão conta que a vida passa,
levada por seus passos.

As vezes observo, outras vezes nem ligo.
Outras vezes simplesmente passo.
É que na rua onde eu passo
todos passamos um dia.
A vida se encarrega de nos fazer passar.
Por quer nós passamos pela vida e
ela vai sempre continuar.

Jacinta Santos
25/01/11

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

É só uma dor

Eu sei que ela vai passar,
enquanto não passa, ela fica aqui no meu peito,
sufocando, querendo arrancar meu último suspiro.
Se estou sentada levanto rapidinho, não posso deixar
ela dominar o meu ser interior, mesmo sabendo que ela já dominou.
Saiu e dou uma volta, a rua está deserta, todos estão ocupados com seus afazeres.
Penso na situação, no que a trouxe até meu coração.
Penso em você, mas não foi você quem a instalou aqui dentro de mim.
Ela só chegou aqui por quer você não veiu pra mim.
E se você não veiu foi por quer não sabia que era pra vim.
E por isso essa dor intensa que só vai passar quando você chegar.
Então, ver se não demora.

Filha

Minha Sara Linda
Foi semente plantada,
germinada, regada, amada.
Nasceu pequenina, menina, linda.
Trouxestes alegria.
Há 16 anos ilumina minha vida.
É criança? Menina? Mulher?
O importante mesmo é que é minha filha,
é minha Linda Sara.
Ou será minha Sara Linda?
Quando está por perto
contagia a todos com o teu carisma.
Quando está longe e me vem a tua lembrança
desperta em mim o mais terno sorriso.
É minha Linda Sara.
Ou será  minha Sara Linda?
Será para sempre a minha menina,
o meu mais terno sorriso,
a minha Sara Linda.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Entrega

foto retirada do diariodesentimentos.blogs.sapo.pt
Te vejo, desejo, te sinto
Meu toque, teu toque nós em um recinto
Te espero, te levo e domino
Como é doce esse meu engano.
É você quem chega
leva-me e domina
não resisto e me entrego sem reservas
é segredo, é secreto, é aberto,
para nós é sim sem reservas.

Jacinta Santos
11/01/11

sábado, 8 de janeiro de 2011

Pior que o frio que faz essa noite é frio que sinto por não ter você comigo

Noite fria em Boa Vista e eu aqui tentando assistir um filme chato e desejando ardentemente ter você pertinho de mim, não pra assistir ao filme, mas para fazermos alguma coisa para esquentar nossos corpos. Nem acredito que estou escrevendo isso, muito menos que postei no meu blog, mais o que vou fazer se não consigo parar de pensar em você? Acho que primeiro vou ter que admitir que estou apaixonada por você e depois, admitir que você está apaixonado por outra pessoa e por último fazer o que é mais sensato, esquecer você.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Um amor puro

Djavan

Composição: Djavan
O que há dentro do meu coração
Eu tenho guardado pra te dar
E todas as horas que o tempo
Tem pra me conceder
nanicesss.blogspot.com
São tuas até morrer
E a tua história, eu não sei
Mas me diga só o que for bom
Um amor tão puro que ainda nem sabe
A força que tem
é teu e de mais ninguém
Te adoro em tudo, tudo, tudo
Quero mais que tudo, tudo, tudo
Te amar sem limites
Viver uma grande história
Aqui ou noutro lugar
Que pode ser feio ou bonito
Se nós estivermos juntos
Haverá um céu azul
Um amor puro
Não sabe a força que tem
Meu amor eu juro
Ser teu e de mais ninguém
Um amor puro