Poetizar

Poetizar
Às vezes faço versos, às vezes me faço versos!

sábado, 25 de setembro de 2010

O aniversário de dona Marina




Dia 12/09 participei juntamente com minhas filhas e amigos da comemoração do aniversário de dona Marina, uma senhora simpática filha de Roraima e que há uns 15 anos atrás tive o privilégio de conhecer, desde então compartilho com ela uma amizade que a cada dia vem se consolidando. Completou 81 anos com uma mente lúcida, entre os assuntos que conversamos naquela noite um deles foi a política, esse é sem dúvida um dos preferidos dela, me indagou se eu arriscaria dizer qual dos dois candidatos que estão aí numa disputa acirrada será o vencedor, respondi que só dia 03 saberemos quem será o vencedor. Sei que não foi o que ela gostaria de ter ouvido, mas achei melhor não polemizar, outro assunto que ela adora e eu vivo fugindo é querer saber se estou namorando. Estou num momento só meu, sei que ela só quer me ver de bem com a vida, sempre pede pra eu não deixar a vida passar sem ficar um pouco comigo, consigo entendê-la, acredito até que eu não esteja fazendo isso, mas, acho que quando o momento chegar saberei vivê-lo de maneira intensa.
Dona Marina é uma mulher que admiro, respeito e que aprendi amar como uma mãe, ajudou o marido a criar os 8 filhos e depois que ficou viúva cuidou de todos com muita dedicação, muito amor e muita luta, ela é dessas mulheres que não se entregam facilmente, que não tem medo de enfrentar as dificuldades que a vida lhe impõem, um outro assunto que ela gosta e posso aqui dizer, participa todo ano, é o carnaval. Vai todas as noites de desfile das escolas de sambas, e, não se engane, ela faz comentários e comparações com os anos anteriores, aponta o que melhorou e o que ainda precisa ser melhorado.
A idade não lhe tirou a vitalidade, continua jovem de espírito, coisa que não acontece com muitos que conheço e andam por aí azedos com a vida, estou registrando esse momento com ela aqui nesta página por quer ela faz parte da minha vida, em véspera de natal, noite de passagem de ano, dias das mães e claro no aniversário dela, quem quiser me encontrar é só se dirigir a casa dela que estarei lá com certeza (noite de passagem de ano, passamos no Parque Anauá).
Uma pessoa simples, de atitudes admiráveis, e vive a vida plena, sem deixar que as dificuldades lhe tirem o brilho de viver. Fica aqui registrada essa passagem dessa pessoa maravilhosa chamada Marina na minha vida.


Um comentário:

  1. Hoje 16/08/2011 Marina partiu para morar com Deus, no momento o que sinto é uma dor intensa que sufoca meu coração, sei que um dia vou lembrar de você apenas com saudade e carinho, dos ensinamentos fica a certeza de que terei uma vida para viver intensamente como você fez e pediu que eu também fizesse. Aonde estiveres lembre sempre que te amo e como sei que você também me ama um amor amigo. Vai com Deus minha linda. Jacinta Santos.

    ResponderExcluir

Fique há vontade, pode comentar.