Poetizar

Poetizar
Às vezes faço versos, às vezes me faço versos!

domingo, 9 de outubro de 2011

Não que eu quisesse chorar

As lágrimas que rolaram em minha face
 rolaram sem o meu consentimento,
quando você de mim se afastou,
não que eu quisesse chorar.
Elas que insistiram em rolar,
inundaram meus olhos e rolaram
deslizaram por minha face,
caíram no universo e gritaram de dor.
O eco daquele grito atingiu em cheio meu peito.
Então pensei “chora peito meu a perca do teu amor”.
Não que eu quisesse chorar,
foram as lágrimas que insistiram em rolar.


07/10/2011

Um comentário:

  1. Oi Jacinta, quando rolam as lágrimas libera também os sentimentos, o mundo gira, a fila anda e a gente não pára também.

    Um abraço!

    ResponderExcluir

Fique há vontade, pode comentar.