Poetizar

Poetizar
Às vezes faço versos, às vezes me faço versos!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Teu curso

Minhas mãos seguem teu curso
Retirada do site jogandobuque.blogspot.com
Sem cerimônia e sem vergonha
Na delicadeza do meu toque
Sente na pele um arrepio
Na ousadia do meu toque
Prende a tua respiração
Sente no peito o aperto
Solta o ar devagarzinho
Sinto nas mãos o domínio
Do teu corpo faminto
Sigo por instinto teu curso
Na ânsia de fêmea no cio
Entrego-me então no impulso
do desejo que incendeia
Nossos corpos
Somos então somente um
No curso vivo do amor.
 Jacinta Santos 19/08/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique há vontade, pode comentar.