Poetizar

Poetizar
Às vezes faço versos, às vezes me faço versos!

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Saber ouvir


Quando menina
O que mais gostava de fazer
Era ouvir histórias.
As pessoas que admirava eram, portanto
Contadores de histórias.
Ouvi um pouco de tudo
Desse encanto que tanto encanta.
Trago na lembrança as noites de luar
Onde as estrelas faziam companhia
A voz daquele que cantava a melodia
E fazia da noite de luar uma alegria
E o meu coração de menina sonhar,
Experimentando o sabor de voar
Naquela imensidão de imaginação
Onde podia de tudo sonhar.
Ainda ouço a voz do meu pai
Que dizia:
“Ô menina que gosta de ouvir
mentiras”,
hoje sei que se fosse tudo mentiras
 não teria ele ficado comigo
ouvindo o que hoje eu sei que foram
tão bem contadas melodias.

“Ao meu pai que amei, amo e sempre vou amar
Ao seu Luiz, conhecido como Luiz da dona Maria Estela
Que sempre aceitou meus convites
Para tomar café lá em casa
E contar uma boa história
para as minhas noites alegrar.
A minha mão que fazia o café
Para oferecer ao seu Luiz
Homem de poucas letras
Mas que sabia encantar
Com seu jeito de histórias contar.”
Jacinta Santos 07/08/2011


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique há vontade, pode comentar.