Poetizar

Poetizar
Às vezes faço versos, às vezes me faço versos!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Gotas da madrugada

Descalça, saio de casa e piso na relva.
Gotas de orvalho molham meus pés.
Sinto todo frescor da madrugada.
Observo e está tudo silêncio.
Meus dedos deslizam no ar
buscando tocar a brisa
que envolve meu corpo.
O silêncio envolve-me
assim como envolve a madrugada.
estou nela e ela em mim, a madrugada.
Silêncio...
Solidão...
Envolvida em pensamentos.
E lá vem o amanhecer.
Entro...
Logo mais terei outro encontro
com a madrugada.
Jacinta Santos 19/08/11

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique há vontade, pode comentar.