Poetizar

Poetizar
Às vezes faço versos, às vezes me faço versos!

domingo, 22 de dezembro de 2013

Nocauteados

Nocauteados
Corpos jogados, encharcados.
O suor escorre tímido...
Peito ofegante...
Olhares cúmplices,
Promessa silenciosa.
Nocaute de Amor...
Entregaram-se à leva
Que completa os amantes.
Numa coisa de pele com pele,
Gemidos, suspiros, explosão...
Macho e fêmea...  
Marcas da entrega na pele
Na alma e nos corações...
 
Jacinta Santos
22/12/13
 










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique há vontade, pode comentar.