Poetizar

Poetizar
Às vezes faço versos, às vezes me faço versos!

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Pela porta de casa...


Caimbé/planta nativa do lavrado de Roraima

Aqui de onde estou deitada,
Além do vento que atrevido entra porta a dentro e beija minha face
Vejo ao longe no balançar das folhas do caimbé
O brilho do sol que reflete nas folhas verde–escuras.
Minha mente viaja na bela imagem das folhas...
Atravessa os lavrados com uma rapidez voraz... 
Vai ao encontro da liberdade desejada...
Viaja ao som da canção da vida...
Aprecia os lavrados, os capinzais, reverencia as cachoeiras, mananciais, conhece as florestas, vai no ponto mais alto e sobe...
Viaja meus pensamentos, segue o caminho dos ventos... 
Encontro com o Mestre...Conhecimento...
Viaja ao longe no balançar das folhas...


Jacinta Santos
16/08/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique há vontade, pode comentar.