Poetizar

Poetizar
Às vezes faço versos, às vezes me faço versos!

domingo, 29 de julho de 2012

Batom e bolsa vermelha

Retirada: http://www.essaseoutras.com.br/dicas-celso-kamura-o-que-o-maquiador-de-dilma-rousseff-recomenda/


 

Pegou distraída a calcinha que estava jogada no chão.

Olhou a sua volta, o restante da roupa estava espalhada pelo quarto.

No peito um vazio enorme, uma escuridão de causar arrepios.

Na cama um homem ressonava tranquilamente.

Já não lembrava seu nome, já fazia parte do vazio e da escuridão.

Mandava pra lá tudo o que não queria lembrar.

Os clientes, o preconceito, a indiferença e a solidão.

Terminou de vestir a roupa, no espelho do banheiro


Passou um batom vermelho, sacudiu os cabelos cacheados.

Passou pela cama e olhou para homem que ficaria sozinho,

Pegou a bolsa vermelha e saiu...





Jacinta Santos
26/07/12

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique há vontade, pode comentar.